Apresentação - A história...

A Associação Industrial do Distrito de Aveiro (AIDA) é uma associação sem fins lucrativos, de cariz multissectorial cujo âmbito de intervenção coincide com a área geográfica do distrito de Aveiro, abrangendo dezanove concelhos, sete dos quais pertencentes à Região Norte (NUT II) e doze à Região Centro (NUT II).

A sua constituição, a 17 de Janeiro de 1986, foi impulsionada pelo então Ministro da Indústria e Energia, Veiga Simão que, numa reunião ocorrida meses antes no Governo Civil de Aveiro, lançou um repto aos empresários presentes no sentido de se unirem e juntos trabalharem em prol dos interesses sócio-económicos das empresas da sua Região. Ocupava o cargo de Governador Civil Gilberto Madail, que havia de se tornar no 1.º Presidente da Mesa da Assembleia-Geral da AIDA.

“Que os empresários se assumam definitivamente como motor do desenvolvimento” , foi um dos desígnios que, no acto de tomada de posse dos primeiros órgãos sociais, ficou gravado para a posteridade no livro de dedicatórias da AIDA, expressando a ambição que impulsionou os empresários da Região a constituir a associação.

A 21 de Abril de 1986 foram eleitos os 1.ºs membros dos órgãos sociais, tendo sido eleita como Presidente da Direcção, a empresa SANITANA - Fábrica de Sanitários de Anadia, representada pela Dr.ª Maria Helena Cerveira.

Elegendo como prioridade a melhoria dos serviços disponibilizados às empresas e o fomento de parcerias, cedo a AIDA encetou contactos no sentido de celebrar protocolos com diversas entidades congéneres, nacionais e internacionais, entidades da administração central, regional e local e do Sistema Científico e Tecnológico, casos do IAPMEI, LNETI e UA.

A internacionalização das empresas da região constitui, desde sempre, uma preocupação da AIDA que, há mais de 20 anos, presta inúmeros serviços de apoio, nomeadamente prospecção de mercados emergentes, preparação de Seminários/Workshop para apresentação de mercados; organização de missões empresariais, apoio na implementação de empresas em novos mercados e respectivas acções de Follow-up.

A AIDA adquiriu, por despacho da presidência do Conselho de Ministros, publicado na II.ª série do Diário da República, n.º 237, de 09 de Outubro de 1993, o estatuto de pessoa colectiva de utilidade pública.

Ao longo deste percurso, a AIDA foi solidificando a sua postura interventiva junto do Governo, de forma a aumentar a sua credibilidade e a afirmar-se como importante parceiro na definição de políticas económico-sociais mais adaptadas às necessidades dos agentes económicos.
Em Dezembro de 2003, foi inaugurada a Loja do Empresário, marca registada no INPI-Instituto Nacional de Propriedade Industrial, que reflectiu um esforço de cooperação institucional por, tendo em vista um apoio directo, centralizado e personalizado às empresas reunir, num mesmo espaço físico, diversos organismos públicos e privados (AIDA, Centro de Formalidades de Empresas, IAPMEI, 1.º Cartório de Competência Especializada de Aveiro e Caixa Geral de Depósitos), assegurando uma série de serviços imprescindíveis ao exercício da actividade empresarial.

Na cerimónia de inauguração, marcada igualmente pela abertura do IAPMEI - Instituto do Apoio às Pequenas e Médias Empresas, esteve presente o Ministro da Economia, Carlos Tavares, e a Secretária de Estado da Indústria, Comércio e Serviços, Maria do Rosário Ventura.
A Formação Profissional tem-se mantido sempre entre as prioridades da AIDA, quer pelo impacto que tem no desenvolvimento e na mudança das empresas e organizações mas, também quer como solução para minimizar o nível de desemprego e aumentar o nível de qualificação dos empresários e gestores das empresas. Os planos de formação são elaborados de acordo com a auscultação feita ao tecido empresarial, sendo multidisciplinares e abrangendo, áreas como a informática, gestão industrial, qualidade e ambiente, gestão e finanças, recursos humanos, marketing.

Atenta à preocupação dos empresários em utilizar espaços funcionalmente adequados e capacitados com todos os meios necessários para a organização de eventos, nomeadamente exposições e reuniões de trabalho, a AIDA concluiu em 2005 o CENTRO DE NEGÓCIOS que dispõe de um Auditório climatizado com capacidade para 120 pessoas, totalmente equipado com meios audiovisuais e sistema de som, dois Gabinetes de Empresa com cerca de 21 m2/cada, três áreas para Showroom e uma Biblioteca Empresarial.


PROJECTOS