Projectos - BLOCK4COOP

BLOCK4-COOP-SUDOE

Cooperação no SUDOE para a promoção e implementação da tecnologia Blockchain na evolução da Indústria 4.0

A AIDA CCI, é um dos parceiros Portugueses que se encontra a desenvolver o projecto BLOCK4COOP, que também conta com a participação de parceiros espanhóis e franceses.

Este projeto está a ser executado no âmbito do programa INTERREG SUDOE V-B até agosto de 2022, e visa implementar a tecnologia Blockchain na indústria como um método de transformação digital das empresas, melhorando a sua competitividade através da prestação de serviços de informação, assessoria e interação entre elas e os seus utilizadores.

 

 

Para tal, o projeto baseia-se no conhecimento da situação real da aplicação da tecnologia Blockchain, IoT e BigData nas empresas dos setores-alvo nas regiões participantes, e a criação de uma rede de colaboração entre todos os intervenientes.

O projeto apresenta três objetivos específicos:

    Conhecer a situação de desenvolvimento e de nível de aplicação e necessidades da tecnologia blockchain nas regiões participantes no projeto;

    Facilitar a incorporação de tecnologias avançadas (blockchain, IoT, Bigdata) em setores industriais nas regiões participantes, assim como o desenvolvimento de novas empresas/iniciativas empresariais nesta área;

    Criar uma rede estável de colaboração entre entidades públicas, empresas (especialmente PME's), startups, representantes empresariais e agentes tecnológicos e do conhecimento entre as 4 regiões participantes.

 

O blockchain e as suas aplicações práticas são ainda uma novidade para a maioria das empresas industriais portuguesas e nas restantes regiões SUDOE, estando ainda circunscrito a empresas com trajetória de I+D+I ou startups e à área dos centros geradores de conhecimento.

Atualmente já existem alguns casos implementados, no entanto a maioria são testes-piloto efetuados em universidades, centros tecnológicos ou empresas muito avançadas e startups, em projetos de I+D+I.

Neste sentido, o projeto incidirá na difusão e na extensão destas iniciativas, apoiando a sua "saída de laboratório" para os ambientes reais de trabalho do perfil maioritário de empresas do SUDOE, PME's.

O enfoque inovador no BLOCK4COOP consiste em abordar a implementação do blockchain nas empresas industriais PME's, de menor tamanho, dos setores de interesse, partindo de um trabalho à medida das necessidades que cada uma delas (autodiagnóstico) e do seu nível de partida tecnológico, contando com parceiros que detêm conhecimento e tecnologia Blockchain.

Para conseguir estes objetivos, no decorrer do projeto vão ser realizadas várias atividades, destacando-se:

    Estudo da situação de partida da tecnologia e das suas aplicações;

    Estudo de necessidades e oportunidades (elaborado a partir de diagnósticos empresariais);

    Catálogo Interativo de Boas Práticas;

    Guia Manual de orientação para PME's industriais;

    Workshops de sensibilização e formação;

    Networkings regionais e transregionais.

Do ponto de vista estratégico, os Grupos de Trabalho regionais e transregionais, juntamente com os Roteiros, servirão para que, a partir dos resultados do BLOCK4-COOP-SUDOE, se continuem a desenvolver programas de apoio à incorporação do Blockchain na Indústria 4.0.

 

Destinatários:

    MICRO e Pequenas e Médias Empresas

    Actores públicos de inovação e de transferência tecnológica (agências regionais de inovação)

    Centros tecnológicos e de investigação

    Centros e parques tecnológicos / científicos

 

Regiões participantes:

    Centro

    Lisboa

    Aragón

    País Vasco

    Auvergne

 

 Parceiros:

    FVEM - Federacion Vizcaina de Empresas del Metal

    AIDA CCI – Câmara de Comércio e Industriado Distrito de Aveiro

    INOV INESC INOVAÇÃO, Instituto de Novas Tecnologias

    Município de Águeda

    ERAIKUNE, Cluster de la Construcción de Euskadi

    IKERLAN S. Coop.

    HEGAN Asociación Cluster de Aeronáutica y Espacio del País Vasco

    ITAINNOVA - Instituto Tecnológico de Aragón

    Association VIAMÉCA

    Clermont Auvergne Métropole

 

Para mais informações sobre o projecto contactar o DAT – Departamento de Apoio Técnico, Dra. Cristina Martins (c.martins@aida.pt)